Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Onde está a água?

Ok, todo mundo fala da poluição dos rios, da seca e da sede na África! Ninguém fala da água sonegada, transformada e vendida, proporcionalmente, a peso de ouro.
Falo dos milhões e milhões, se não bilhões de litros de água que foram tratados para serem transformados em refrigerantes, vinhos e cervejas e que ficam estocados em supermercados, mercados, bares etc. Vendidos a preços, as vezes, do valor de um mês de água potável para uma vítima da sede. Estocados para saciar não a sede, mas o ímpeto consumista desenfreado de grande maioria. Estoques imensos muitas vezes não vendidos de líquidos que agregam a pobre água potável, químicos pesados e nada saudáveis.
Pense nisso, consuma menos refrigerantes, cervejas e etílicos. Obrigue a redução da produção. A água deve ser tratada para consumo em sua forma pura, não para ficar estocada em prateleiras.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Brincando com fotografia

Sabe aquelas chuvosas tardes de sábado em que você se coça procurando coisas pra fazer? Pois então. Resolvi desencalhar caixas velhas e catei uns antigos bonecos de coleção para brincar um pouco com fotos.
E não é loucura ou infantiloidismo ( existe essa palavra?! ), não! Tem um bocado de gente fazendo por aí. Veja alguns trabalhos por aí que chegam a beirar o state-of-art em iluminação e composição.

Stormtrooper 365

Secret life of toys

Toys Take Over

Ressuscite seus velhos brinquedos, limpe a lente e se divirta!

Aqui em baixo algumas que cliquei:

Fotos João Albé

Brincadeiras antigas: Briga de Galo



Sem Destino



Desculpe! Não sabia que estava no banho!



Busca ao Grande Sábio



Abrindo caminho na mata



Ele mente, Lord Vader!

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Cinema gratuito da natureza




Já parou alguma vez para olhar o céu no nascer ou por de sol?
Pois devia, é terapeutico! É atemporal!







Acontece quase todo dia,... sim, óbvio!! E ninguém nota! Mas um dia você vai notar algo de estranho na cor do céu,nas nuvens e quando decidir parar e ver aquela sinfonia de cores e formas, não vai mais esquecer de prestar atenção na natureza .




Vai ter a experiência de um momento único e irreprodutível! É lindo para o rico e para o pobre, na alegria e tristeza. Ele é silencioso, faz você começar a pensar. Ocupa os olhos com um espetáculo subjetivo nas formas que deixa o cérebro viajar solto. Depois você pode começar a buscar outros pores de sol. Na praia, na serra; vai ver.... Troca-se qualquer novela ou stress de shopping por um belo por de sol. Assista a natureza! Vale a pena!

Fotos João Albé

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Indo a Serra Gaúcha? Mude seu destino, mude o foco!

Fotos por JoaoAlbe

Inverno, final de semana, frio?

Nada melhor que uma esticada na Serra Gaúcha! Mas qual o destino mais freqüente?

Gramado, não?

Ok, Gramado é tudo de bom! Cidade bonita, limpa, povo e estrutura acolhedores, hotéis charmosos e restaurantes ótimos. Mas, tudo muito comercial e urbano! Depois de ir vááárias vezes acaba ficando tudo batido.
Como vamos muito a Gramado, acabávamos apenas caminhando por lá, como moradores, apenas para curtir o clima e calma serranos e a beleza das ruas.
Mudamos então nosso foco na Serra. Migramos um pouco mais para cima, região das coxilhas, pradarias e pinhais e fomos parar em São Francisco de Paula. Primeira das muitas cidades com lindos atrativos naturais dos Campos de Cima da Serra.




São Franciso de Paula é uma cidade de 19500 habitantes situada sobre os Campos de Cima da Serra, economia baseada no extrativismo vegetal, especificamente madeireiras e serrarias, na pecuária de gado de corte e no turismo, mais fortemente nas últimas duas décadas.
Não é um destino de badalação como Gramado, mas pode surpreender. É um destino basicamente de atrações naturais e de menor custo.
Possui um bom número de hotéis de variadas faixas de preço.
O mais conhecido, o Hotel Cavalinho Branco:






Antigo e de aspecto meio envelhecido mas imponentemente construído na extremidade do lago São Bernardo.

O mais belo,Hotel Veraneio Hampel



Hotel desde 1899 situado num belíssimo parque natural com bosques de pinheiros , lagos, amplas áreas verdes e muralhas de hortências.

Restaurantes, existem boas opções, com comida campeira ou italiana, destaque para o churrasco de pinhão e receitas a base de charque; recomendamos a Tratoria Pasta Nostra, excelente em massas, de custo honesto e acolhedora como casa de avó.



Nos arredores de São Chico várias opções de turismo e hospedagem rural, você pode visitar ou se hospedar no Parque das Cascatas e tomar banho nas psicinas naturais sobre as cascatas; Conhecer o Parque das Oito Cachoeiras e passar o dia caminhando e tomando banho em piscinas naturais em meio a mata; conhecer o Parque da Cachoeira, se hospedar nas cabanas, acampar ou passar o dia, podendo fazer uma tirolesa radical sobre o rio a 70 metros de altura, fazer pêndulo na ponte de ferro ou tomar banho nos piscinões naturais sob a cascata; Ir à Represa do Salto



admirar a engenharia integrada a natureza ou apenas circular pelas estradas do entorno da cidade, se maravilhando com as imagens das campinas.

Atenção especial a Livraria Miragem na avenida principal! Uma enorme construção em estilo galpão campeiro, madeiras e metais, que abriga um enorme acervos de obras para venda e apreciação e que conta com um café /restaurante, museu poético e fotográfico. Vale muito a conhecer pela beleza e ineditismo no meio cultural da região
Vá a São Chico, como é conhecida, e vá além, descubra também, Cambará, São José dos Ausentes, Jaquirana, Bom Jesus e muito mais!

domingo, 16 de maio de 2010

A justiça não é cega, mas não faz sinapses. E enche os olhos ( e bolsos)

Não passa um dia que a TV, atrás de notícias, não se lance numa reportagem de evidenciação de crimes e falcatruas. São reportagens sobre venda de notas falsas, de sentenças falsas, de diplomas falsos, de adulteração de combustíveis, de pontos de venda de drogas. Ok, isso é bom, externar a gentalha. Mas e daí? Alguem se lança no encalço dos amigos do alheio? Ninguém!! Claro, com suas exceções a justiça e seu sistema ( judiciário e poder de polícia) está cheio de amigos maiores e menores do alheio que se beneficiam dos "esqueminhas". Além disso, vá tentar avançar um processo na nossa justiça. De uma justiça que deixa de aceitar gravações como prova, aonde um indivíduo aparece mantando o outro, porque alega que a gravação foi ilegal, vai se esperar o que! O negócio é se cuidar e tentar passar à margem de toda essa falcatrua. Boa sorte na vida!

É ano de Copa!!! - Futebol X Caixinhas de leite

Inauguro meu novo, e talvez definitivo Blog, com algo não propriamente focado no tema principal, mas críticas farão parte também.
Na contramão da mentalidade coletiva limitada corrente, vou contra a copa e suas implicações.
A histeria coletiva e a pressão da mídia em cima do tema da Copa, lançam um véu, uma cegueira coletiva no povo, que faz com que esse se preocupe apenas com o gol, a escalação, o horário do jogo e se fulano estará, ou não, bem para jogar.
O zé povinho não notou que aquele menino da vila, que lá está de chuteiras a rolar a bola, ganha num dia o que ele leva um mês ou mais para faturar. Pior, ganha se divertindo, porque futebol e diversão, e eu mesmo acho, porque nada melhor que uma pelada pra se divertir. Mas então ali entra o lado econômico, do patrocínio, das transmissões. O jogador fatura mas é marionete de uma organização maior. O zé povinho, pior marionete, só gasta. Gasta a grana do ingresso enquanto a mulher em casa reclama que não tem pro básico, pro leite, pra conta de telefone; gasta a grana no churras e ceva pra reunir os amigos em casa; gasta um tempo precioso que podia estar brincando ou passeando com os filhos no finde; ao invés disso fica ensinando palavrões por tabela aos filhos, enche a pança de carne e depois, bêbado, vai dormir e deixa a sobra para a mulher arrumar, pronto para iniciar a segunda feira reclamando da vida. Isto é regra, claro que há exceção, mas é regra na maior parte do povo brasileiro. Há mais ansiedade na expectativa de um jogo no que na solução de uma questão social.
Existem os efeitos periféricos nocivos de futebol também. Aguentarmos em horário nobre pseudo " autoridades" carregadas de empáfia, soberba e "conhecimento" a discursar sobre a importância de esquemas táticos, sobre o joelho de fulano, sobre a capacidade gerencial de determinado técnico. Tudo isso discutido e assistido como se fossem as discussões finais do rumo da humanidade!
Pare de dar tanta importância ao futebol! Isso trás desequilibrio econômico e social, gera violência quando do fanatismo, arrasta multidões de jovens na esperança do caminho numa carreira que não leva a nenhum mérito social verdadeiro.
Vá passear com a família! Vá estudar!! Cresça!! A vida não é plateía de pelada!